top
| |   |


   
 
 
COLÉGIO SÃO JOSÉ DE APUCARANA

1. Nossa história


O Colégio São José nasceu do trabalho e da dedicação dos Padres Josefinos que, no ano de 1948 assumiram o trabalho pastoral na cidade de Apucarana e em seguida em várias localidades da região do Vale do Ivaí. Eles, fiéis aos imperativos do carisma da Congregação dos Oblatos de São José, a qual tem como uma das suas vertentes mais significativas a educação da juventude, desde que se instalaram em Apucarana, tiveram de imediato a preocupação em criar uma escola para atender às necessidades educativas e formativas das crianças e dos adolescentes. Esta começou a funcionar no ano de 1949 como uma pequena Escola Paroquial, acolhendo estudantes da cidade sob a responsabilidade de padre José Canale e porque logo em seguida passou a ser um ponto de referência, teve um impulso considerável.

Por necessidade e devido aos pedidos dos próprios pais, a pequena Escola Paroquial recebeu em seguida da Secretaria de Educação e Cultura o seu reconhecimento oficial e a partir dali passou a ser denominada de “Escola Paroquial São José”, tendo oficialmente o próprio padre José Canale como o seu diretor.

Nos primeiros cinco anos de seu funcionamento, o número de alunos aumentou consideravelmente a ponto de não comportar mais outros, e como a cidade de Apucarana crescia, surgia, consequentemente, a necessidade da construção de um edifício maior para receber mais alunos e desenvolver as diversas atividades escolares, que se tornavam obrigatórias. Somado a isso, o então bispo de Jacarezinho, Dom Geraldo de Proença Sigaux, prevendo que, em pouco tempo, a sua imensa diocese seria dividida para a criação de novas dioceses e atendendo aos apelos de muitos pais da região do Vale do Ivaí, que solicitavam um centro de educação para os jovens nesta região, pediu ao então superior dos Oblatos de São José que construísse um grande Colégio com a finalidade de atender as necessidades da cidade de Apucarana, como uma instituição educacional católica de referência e que, ao mesmo tempo, servisse para a região e que oferecesse, inclusive, um regime de internato masculino para os jovens que desejavam estudar.

O pedido do bispo recebeu imediato cumprimento através do então pároco da cidade, Pe. Armando Círio, hoje bispo emérito de Cascavel, o qual conseguiu um terreno de 20.000 m quadrados na periferia da cidade de Apucarana e em seguida, delegou ao padre Severino Cerutti, a incumbência de dar início à construção de um grande e ousado edifício que fosse moderno e funcional em sua arquitetura. A tarefa não fácil de padre Severino foi concluída depois de alguns anos, quando no dia 1º de maio de 1959 a Escola passou a funcionar no novo edifício, com o nome de “Ginásio Dr. Joaquim de Castro”, sendo que, ao mesmo tempo, numa sala contígua passava-se a abrigar rapazes em regime de internato provenientes de várias partes do Paraná, recebendo a partir de então, por vários anos, uma média de mais de 100 jovens anualmente, os quais eram dirigidos pelo padre Severino Cerutti.

O Colégio São José sempre manteve uma performance de crescimento na qualidade da educação e da formação dos estudantes, tornando-se, desta forma, um ponto de referência como instituição educativa para a cidade de Apucarana e algumas localidades da região do Vale do Ivaí. Fiel à sua identidade, passou , ao longo dos anos, por algumas reestruturações, até que, a partir do ano de 1973, foi denominado oficialmente “Colégio São José”.

Empenhado em oferecer a excelência na educação, quis que a educação infantil recebesse uma atenção especial, e por isso no dia 18 de março de 1978, inaugurava um Centro de Educação para as crianças denominado “O Girassol”, localizado na vizinhança do próprio Colégio este dispunha de uma área de 7.000 m2, sendo que 700 m2 constituía a área construída com salas de aulas, cozinha, berçário, refeitório etc, possuindo ainda uma cancha esportiva (coberta), um campo de futebol mirim, um piscina, um parque infantil, uma capela, etc. “O Girassol”, atualmente em chamado carinhosamente de “Paraíso das crianças”, tem capacidade para acolher 200 crianças do Maternal, Jardim e Pré.

Hoje o Colégio São José é um patrimônio cultural de Apucarana; possui um corpo docente de excelente qualidade que prima pela formação cognitiva humana e cristã dos alunos. Trabalha com o material pedagógico do Sistema Positivo há 25 anos, este é reconhecido nacionalmente e no exterior pela sua excelente qualidade, adotado por 2300 escolas conveniadas em todo o Brasil, preparando cerca de 521.000 alunos e com mais de 70.000 professores que se utilizam desse material didático.

Possui uma infra-estrutura física invejável com um amplo espaço verde, um grande pátio de recreação, dois ginásios de esportes cobertos com quadras polivalentes, um campo de futebol gramado, espaço interno para estacionamento, ônibus para os alunos desenvolverem atividades extracurriculares, uma moderna piscina semi-olímpica coberta com o aquecimento, um laboratório de informática moderno plugado à Internet e 24h e à disposição dos alunos para aulas de informática e pesquisas, uma moderna academia de ginástica e musculação, uma confortável capela para os alunos, uma chácara de 5 alqueires com cozinha, refeitório, dormitórios e salas para encontros e ainda, em parceria com o Centro de Espiritualidade Josefino-Marelliana, tem disponibilizado uma cozinha, um refeitório, várias salas e um outro pátio para estacionamento com 4.000 m2. Da mesma forma em parceria com o Santuário São José, tem disponibilizado, para grandes celebrações, o próprio Santuário e o salão paroquial.

Por tudo isso que o Colégio São José é e representou ao longo das suas cinco décadas e meia de existência, apresenta-se hoje como uma instituição educacional cravejada de esperança para os seus alunos e pais, para os seus professores e funcionários, o qual, como as estrelas, possui uma luz própria que sempre está brilhando.


2. A Entidade Mantenedora: Congregação dos Oblatos de São José


A Congregação dos Oblatos de São José é a entidade mantenedora do Colégio estão José. Esta é constituída por religiosos, padres e irmãos e foi fundada por S. José Marello aos 17 de março de 1878 em Asti, na Itália.

Preocupado com o abandono em que viviam os jovens de seu tempo, o Pe. Marello reuniu um grupo de quatro pessoas dispostas a dedicar suas vidas à educação cristã da juventude. Nos anos seguintes muitos outros juntaram-se àquela família. Em 1889 José Marello tornou-se bispo da Diocese de Ácqüi (Itália) e faleceu em 1895, aos 51 anos de idade. No entanto, a família josefina continuou a crescer e espalhou-se pelo mundo todo. Hoje somam mais de 500 membros que se encontram na Itália, Brasil, Peru, Bolívia, México, EUA, Filipinas, Índia, Nigéria, Polônia, Eslováquia e Chile. Os Oblatos de São José (também chamados de “josefinos”) chegaram ao Brasil em 1919, convidados pelo bispo de Curitiba, D. João Braga. Seu primeiro campo de apostolado foi em Paranaguá, onde atendiam todo o litoral paranaense. Hoje estão presentes em várias cidades dos estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso.
Fiel ao carisma do seu fundador, os membros desta família religiosa dedicam-se ao apostolado ministerial em inúmeras paróquias nos diversos países onde a Congregação se faz presente e juntamente com o trabalho ministerial nas paróquias, dedicam-se a várias obras de assistência social para a idosos, jovens, adolescentes e crianças, mas destacam-se de maneira especial na formação cristã e humana da juventude através de diversas escolas em cada um dos países onde estão presentes.


3. “Formando o núcleo básico do desenvolvimento cognitivo e o núcleo básico da personalidade.”

a) A Filosofia da Escola.
O Colégio São José é antes de tudo uma escola católica. Na fidelidade ao homem e à pessoa, e portanto ao Evangelho e à Igreja, propõe-se portanto a educar cristãmente o aluno, orientando-o na sua realização integral e integrada como ser consciente e agente de sua história.
O Colégio São José propõe-se a colaborar com a família na educação dos alunos, integrando fé e vida, cultura e Evangelho, inteligência, corpo e alma.
A filosofia do Colégio São José baseia-se numa educação integrada, onde têm particular importância as relações humanas, a busca sincera da verdade, o ensino de qualidade e a visão cristã do mundo.
O Colégio São José não quer ter simplesmente uma função intelectual ou crítica. Ele quer ir além, isto é, quer favorecer o crescimento integral da pessoa, em todas as dimensões necessárias e possíveis para construir o homem todo.

b) O Projeto Educativo.
O Projeto Educativo do Colégio São José nasce de uma reflexão conjunta sobre o sentido da pessoa, da realidade que vivemos e da razão de ser da Congregação dos Oblatos de São José.
O Projeto Educativo, formulado em princípios e definidos por objetivos, manifesta o espírito e a filosofia da escola que devem ser vivenciados através de um programa coerente e realizável.
A Congregação dos Oblatos de São José, na área do ensino, busca não somente os fins culturais de toda a escola, mas ao mesmo tempo a formação integral dos alunos, educando-os para uma visão das pessoas e das coisas iluminadas pela fé.

É tarefa apostólica de cada Oblato e de seus colaboradores desenvolver harmoniosamente nos jovens, adolescentes e crianças, as faculdades físicas, morais e intelectuais, procurando aprimorar neles, através de uma educação global, o senso de liberdade e responsabilidade do meio da sociedade.
No Colégio São José, fazer o aluno ascender à cultura significa torná-lo capaz de formar uma imagem justa de si mesmo, compreender o mundo e a História, colocar-se no coração do universo cooperando com Deus numa criação contínua.

Especificamente, o São José propõe-se a:
- vivenciar uma comunidade educativa, onde educador, educando e família do educando sejam agentes do seu próprio desenvolvimento;
- descobrir e desenvolver no educando aptidões e habilidades em função de sua realização pessoal e comunitária;
- oportunizar vivências comunitárias, preparando o aluno para assumir responsabilidades na comunidade onde vive;
- promover atividades culturais, esportivas e religiosas;
- criar condições para um ambiente de fé, sinônimo de uma vida pessoal e comunitária compromissada à luz da pessoa de Cristo.


| PÁGINA INICIAL |
Colégio São José de Apucarana - direitos reservados